× Famosos Amador Esporte Sexo Modelos Variedades
notícias
CAMG
boytoy
vídeos
VARIEDADE
Ator diz que sonha em ter um filho Drag Queen

Eduardo Sterblitch é um dos integrantes de peso do programa Amor e Sexo, comandado por Fernanda Lima, e, durante entrevista no lançamendo da nova temporada, ele celebrou a volta do programa. O ator e comediante, de 31 anos, também falou sobre sua participação na atração da TV Globo, a carreira e a batalha contra a depressão.



“Eu tenho um santo muito forte que me ajuda nisso e me aproxima de gente muito incrível. Sem dúvida o programa me fez um ser humano melhor. Meu sonho é ter um filho drag queen e é verdade! Estou muito feliz. Eu sempre fui um cara muito liberal, mas agora faz todo sentido isso”, comemorou Sterblitch, que é casado com a atriz Louise D'Tuani, de 29 anos.



EVOLUÇÃO

“Me tornei um cidadão muito melhor. E não tenho dúvida de que quem é fã do programa também se tornou. O Amor e Sexo abre a cabeça da galera, eleva as questões e aprofunda um monte de tabu. É muito legal para a gente, que vive numa sociedade de mente tão arcaica ainda, poder falar de coisas muito novas, a sociedade transmoderna e não mais pós-moderna”.



MENTE ABERTA

“Sempre fui muito aberto. Nunca tive pudor. Tive uma boa faculdade, o Pânico. Mas com o Amor e Sexo me tornei uma pessoa melhor. Mas também foi num momento meu, que fiz 31 anos, faz um ano que virei adulto realmente, tenho que ser responsável de verdade. Estou me reaproximando da minha família, de coisas da minha infância. Acho que mudei para muito melhor em relação a ter empatia e responsabilidade pelos outros. E não só tanto por mim. Comecei a pensar muito mais no outro”.



Eduardo Sterblitch (Foto: Globo/Raquel Cunha)Eduardo Sterblitch (Foto: Globo/Raquel Cunha)


PORNÔ

“No programa aprendi que grande parte da população - em especial os homens - teve a educação sexual baseada em filme pornô. A gente aprendeu vendo filme pornô e não é o que representa o sexo real, então a gente aprendeu a fazer um sexo para a gente. E usando a mulher como objeto do nosso gozo, do nosso prazer final. Tanto é que tem muitos poucos filmes pornôs dirigidos por mulheres. Sempre foi um mercado muito masculino. E no Amor e Sexo a gente descobre essas questões. A gente sempre levou o sexo como uma coisa proibida e suja e o programa mostra que é uma coisa normal e a gente tem que lidar com ele como uma coisa normal”.



INSPIRAÇÃO

“Eu acho que o programa liberta a nossa criatividade, a nossa libido... E também inspira aquele casal que está assistindo e já está há 30 anos junto e não tem mais ideia do que fazer... A gente provoca. Mergulhamos em muitos assuntos que não conversamos tanto. Normalmente quando conversamos sobre sexo e amor conversamos com nossos amigos, nossa bolha, com as pessoas que são parecidas com a gente. O programa dá um lugar de fala para todo mundo. Você tem todo tipo de pessoa falando ali, todos os gêneros, todas as pessoas levantando suas bandeiras e falando suas questões”.



HETEROSSEXUALIDADE

“Eu percebi nessa temporada que um homem branco hétero não tem muito o que falar, tem mais é que ouvir e prestar atenção. E é muito difícil para o homem branco hétero admitir isso. O programa também é importante para a gente colocar essas coisas para cima e as pessoas discutirem isso em casa e ficarem nervosas até. O programa vai estrear praticamente um dia depois da eleição. Um dia depois de tanta mentira, de tanta coisa agressiva, de tanta monstruosidade, de tanta coisa suja, a gente vem encerrando a eleição com muita liberdade, verdade e amor. Para tentar dar um respiro para o povo brasileiro porque está tenso”.



Fernanda Lima em lançamento de Amor e Sexo (Foto: AgNews)Eduardo Sterblitch, Dudu Bertholini, Fernanda Lima, Regina Navarro e Milly Lacombe: equipe de Amor e Sexo


NUDEZ

“Eu fiquei pelado no programa de um jeito bem pelado mesmo. Nunca tinha ficado pelado sem blur. Sempre tive problema com nudez. Até com a minha mulher mesmo. Demorou muito para eu ficar pelado com muita luz. Sempre preferi o escuro. Sempre tive pudor com a minha própria nudez. No programa não só eu fiquei pelado como eu acho que nunca ninguém ficou tão pelado como eu dentro da Globo. Sou a pessoa que mais ficou pelada, entregue a sua nudez. Muitas câmeras, plateia. Eu fiz pirocóptero na cara do Juliano Cazarré. Foi ótimo, não foi tão na cara. Foi meio o meu Erê, não fui eu que fiz aquilo. Foi libertador para mim. A gente pensa em erotizar a nudez. E não é, é a gente que pornografiza isso, a gente que acha que tudo que é pelado é pornográfico porque a gente tem uma mente pornográfica. O corpo não é erótico, o corpo é o nosso corpo. Mas eu não sou bonito pelado. Ficarei pelado e sem blur tocando Pelados em Santos”.



SORTE

“Minha preocupação como artista é agregar público. Hoje, depois do Amor e Sexo, muitas mulheres estão sabendo meu nome. Na época do Pânico meu público era mais masculino. Sempre dei muita sorte. No Pânico encontrei a galera do fundão que sangra a piada. E no Amor e Sexo é a galera que chora, que se emociona, que ri porque é gracioso e não porque é engraçado”.



Eduardo Sterblitch (Foto: AgNews)Eduardo Sterblitch (Foto: AgNews)


PÂNICO

“Meu nome também está sujo (risos). Quem participou do Pânico tem o nome sujo. E eu não sou Pânico. Eu participei do Pânico. Quando eu entrei lá, o programa já era um grande sucesso, fiz parte, não me sinto empoderado suficiente para falar de um programa que não sou eu. É como se eu pegasse uma novela que eu fiz e falasse: ‘eu sou essa novela’. Eles são muito meus amigos. Eu saí do Pânico porque achei que estava fazendo mais do mesmo, queria me provocar em outros lugares para agregar um público diferente. Isso é muito difícil realmente. Era mais confortável ter ficado, me ofereceram mais para eu ficar e saí para ficar desempregado. As pessoas acharam que fui para a Globo ganhar mais dinheiro. Eu sempre quis fazer sentido, eu nunca quis fazer sucesso”



DEPRESSÃO

“Estou levando tudo isso, essas questões para a minha terapeuta. Para tentar entender o que é a vida, o que é a minha vida, o que eu represento para mim e para as pessoas, qual é e minha importância e calculando isso com calma porque eu sou muito ansioso: porque para eu entrar em crise de pânico e ficar em depressão é muito fácil. Sempre fui deprimido e sempre vou ser. Eu lido muito bem com a depressão. Não fico triste por ser deprimido. Eu acho que eu não tenho vergonha de ser triste, as pessoas têm vergonha de ser tristes. Todo mundo se coloca muito feliz: as pessoas são muito felizes para mim. Isso me deixa muito triste. Eu acho muito difícil ser feliz e quando você está feliz você não pensa muito. Você está muito feliz. Quando você está triste você calcula um pouco mais. Então eu gosto da minha tristeza, não pela minha tristeza de fazer um drama e me entregar à dor. Mas eu acho que a dor pode ser uma coisa muito boa. O ser humano lida mal com a dor, a gente acha que a dor é ruim. Eu sou cristão também e Jesus me mostrou que a dor é uma coisa boa, que a morte não é significativa. Ele veio mostrar que a carne é nada, é humano só. Eu sempre fui muito melancólico é isso está muito ligado ao meu humor. Eu acho que as pessoas gostam do meu humor também porque eu sou um melancólico doido. Eu tenho um olharzinho triste, uma coisa meio Renato Aragônica. Faço análise há muito tempo. A boa análise eu faço há um ano. Antes eu mentia para mim mesmo”.



CRISES

“Já tive crises sérias. A tristeza tem que te ajudar. Tento lidar com a minha felicidade, o meu medo, a minha tristeza todos os dias. Eu acho que reverto em criatividade. Já deixei de trabalhar por causa da depressão”.



 Eduardo Sterblitch: animação  e nervosismo  (Foto:  )


 



 



fonte: revista quem



 

Atenção: As imagens abaixo contem nudez e são proibidas para menores de 18 anos, se você não for maior de idade não continue descendo essa página, obrigado.

 



Logo BoyToy

vídeos
Indio Pauzudo metendo no cu bem gostosinho
Empresário pagou para fuder com o roceiro
Hétero - Julio Vidal e a trava no motel
Gato22loiro
Galãs anos 50
Novinho safado fodendo o cu do coroa
Loirinho rabudo na cam
Rei do camarote
Gringos pauzudos zuando na cam
Danilo Amigo mostrando a rola
Caveira Gomes webcam 2
Gostoso chupando pica no banheirão
Caveira Gomes webcam 1
MAIS VÍDEOS


notícias relacionadas

Facebook vai banir usuários que se descrevem sendo “ativos” ou “passivos” no perfil
Anão Tokinho agita a web ao apresentar namorado gato
Papa diz que gay não pode ser sacerdote nem consagrado e revolta ativistas
Ministério da Saúde divulga que 73% das novas infecções de HIV ocorrem no sexo masculino